dez
06
18

Primeira premiação | 13º Concurso Geral – FineArt Association

fotografo premiado joinville guaramirim fineart sapo casamento santa catarina 700x467 Primeira premiação | 13º Concurso Geral   FineArt Association

Apesar de fotografar desde 2006 profissionalmente, nunca me arrisquei a participar efetivamente de um concurso de fotografia de casamento antes desse ano. Cheguei a enviar para outra associação, porem, como foi por impulso (não analisei de fato) não conto como uma participação efetiva.

Depois de conversar com amigos fotógrafos, como a Carol Costa, Renato Ganske e também estudar algumas referências como Nei Bernardes, Robison Kunz entre outros, comecei a investir na seleção de fotografias que teriam potencial.

Quero dizer, que participar de um concurso, vai muito além de ter uma boa foto, é saber em que momento “mostrar” essa foto.

Para nossa felicidade, essa fotografia que foi capturada no casamento da Larissa e do Dhiogo, se encaixou nessa edição. De alguma forma tínhamos a esperança da premiação. Algumas pessoas que já tinham visto essa foto já tinham “cantado a bola”.

Mesmo sabendo do potencial, sabíamos que conquistar um selo não seria uma tarefa fácil, até que numa segunda-feira pela manhã recebemos o e-mail e nós estávamos lá no meio, na categoria Detalhes.

Recebemos mais de 1700 imagens, para 150 imagens que alcançaram o selo Art Award. Meus parabéns aos ganhadores e minha gratidão a todos os participantes!”

Falo na terceira pessoa, pois não trabalho sozinho, a Camila é meu apoio e sem ela essa foto não existiria. Nesse caso especificamente, ela viu o sapo e me avisou. Como eu sou o “maluco” da dupla, fui atrás, enquanto ela acompanhava o rito do casamento. Sabendo que ela estava lá, pude investir algum tempo na caça. Tive a oportunidade de escolher a objetiva, me aproximar e fazer o registro. Então o mérito, não é só meu, é nosso!

E antes do clique final, ocorreram algumas tentativas, veja:

fotografo premiado joinville guaramirim fineart sapo casamento santa catarina construcao 700x295 Primeira premiação | 13º Concurso Geral   FineArt Association

Foi a partir dessa premiação, que comecei a entender o que meu olhar “busca”, o que me chama a atenção. E agora sei, mas esse é um papo para outro momento.

Importante dizer, que fotografar um casamento, não é fotografar para concursos. Não é esse o objetivo. Mas, é um incentivo para desconstruir o olhar, ver além, mostrar o não óbvio e dar valor não só ao “belo”. É um exercício mental e visual que nos leva a buscar um novo olhar do mesmo.

Prêmios não trazem dinheiro, fama… Só nos fazem querer melhorar, não para nós, mas sim para aqueles que fotografamos. Já que não existe prêmio maior que ver aquela pessoa que nós fotografamos levando para casa e para o coração, lembranças que hoje tem um certo valor, mas daqui alguns anos, serão a prova de sua existência e farão da nostalgia se não a única, uma das únicas formas de transformar uma fotografia em emoção que pode ser revivida.

E viva o sapo!

https://www.fineartassociation.com.br/colecoes-e-premiacoes/13ordm-concurso-geral-fineart-association/detalhes

<< Anterior
Próximo >>
O que procura?